Notícias 

NSA espionou e-mails e ligações de brasileiros

A NSA (Nacional Security Agency, ou no português: Agência de Segurança Nacional) vem sendo foco de muitas notícias nas últimas semanas, devido a revelação da espionagem feita pela agência, que utilizava para isso serviços de grandes empresas de tecnologia. Nesse final de semana, porém, as notícias sobre a agência foram mais significativas para a população brasileira.

Segundo uma reportagem do jornal O Globo, através de alguns arquivos divulgados por um ex-funcionário da NSA, o jornal soube que a agência tinha acesso a muitos arquivos e registros de sites brasileiros, conseguidos através de parcerias com empresas americanas. O ex-funcionário, Edward Joseph Snowden, é um técnico em redes de computação que trabalhou para a NSA nos últimos 4 anos, e foi ele quem revelou as operações da agência no mês passado.

Os documentos mostram que o Brasil era um dos principais alvos da NSA, com uma quantidade de arquivos espionados pouco abaixo da quantidade de arquivos dos Estados Unidos.

Uma das formas que a NSA possui para ter acesso a arquivos é através de seu software Prism, que, segundo uma reportagem do The Guardian, consegue coletar informações de grandes empresas de tecnologia, como o Facebook, o Google, a Microsoft e o Youtube, por exemplo. Através do software, a NSA consegue o acesso a conversas, e-mails e chamadas de voz.

A forma pela qual a NSA consegue o acesso de arquivos provenientes de países que não sejam os Estados Unidos é fazendo uma aliança corporativa com uma empresa de telefonia norte-americana (cujo nome não foi divulgado). Essa empresa possui relações com empresas de telefonia de outros países, incluindo o Brasil, e é através dessas empresas que a NSA consegue os arquivos estrangeiros. Porém, não ficou claro pelos documentos se as empresas brasileiras estão cientes de qual é o destino final e de como estão sendo usadas suas informações.

Via O Globo.

Related posts

Deixe seu comentário